Perguntas frequentes sobre sistemas de codificação a laser

As informações a seguir estão disponíveis aqui:


Qual é a diferença entre os diversos tipos e níveis de potência dos lasers e qual opção é ideal para a minha aplicação?

A maioria dos lasers de codificação corresponde a três grupos básicos: de 10 watts, de 25 a 30 watts e com mais de 40 watts. A maioria dos sistemas atuais emprega tecnologia de feixe dirigido (usando galvanômetros nos eixos x e y e fornecendo caracteres com fontes sólidas). A classe de potência necessária depende da aplicação. A potência corresponde à velocidade. Assim, quanto mais rápida a linha, maior a potência necessária. Outros fatores como substrato e conteúdo do código também devem ser levados em consideração (veja abaixo).
Topo da página

Quais variáveis devem ser levadas em consideração para selecionar o sistema de codificação a laser ideal?

Os fatores a serem incluídos na avaliação do sistema correto incluem velocidade da linha, nível (espaçamento) entre os produtos, substrato (material) a ser marcado, conteúdo do código (quantidade e tamanho do campo), condições ambientais e necessidades de integração.
Topo da página

Quais são as opções de interface disponíveis?

Você pode usar um controlador portátil com base na membrana, uma interface de operador externa com tela sensível ao toque ou um PC (com nosso software Smartgraph). Para conexão a PLCs, há uma caixa de interface do cliente que permite selecionar a entrada digital de 8 bits/linha (modelo 256).
Topo da página

Os produtos precisam estar em movimento para a codificação a laser?

Nossos feixes de laser direcionados podem marcar produtos em movimento que se deslocam pela linha de produção. Eles também podem fazer marcações no modo fixo ou estático, nos quais o produto não se move e o laser é aplicado.
Topo da página

Qual é a manutenção preventiva para o sistema?

A manutenção preventiva básica é mínima e depende das condições da aplicação, como ambiente empoeirado ou úmido. Os filtros do extrator de fumaça devem ser trocados regularmente e também é necessário verificar e limpar a fonte ótica frontal conforme necessário. De acordo com as condições operacionais e de uso, recomenda-se uma PM mais detalhada anualmente.
Topo da página

Quais considerações de segurança estão envolvidas no uso de sistemas de codificação a laser?

Os lasers de CO2 são categorizados na Classe IV e recomendados para operação em sistemas de Classe I. Isso significa que você pode proteger o ponto de marcação de modo que as pessoas não possam olhar para o laser nem colocar as mãos na frente da fonte ótica. Isso é possível com a colocação de um invólucro plástico ao redor da fonte ótica e do transportador para limitar o acesso. Os intertravamentos geralmente são incluídos nessa configuração básica para interromper a operação se o invólucro não estiver na posição certa. Essa proteção é de responsabilidade do comprador e teremos o prazer em ajudá-lo a compreender as necessidades de cada aplicação específica.
Topo da página

Quais são as vantagens dos sistemas de codificação a laser?

Os sistemas de codificação a laser oferecem redução no tempo de inatividade, eliminação de itens consumíveis (por motivos financeiros e ambientais), marcação permanente e redução da manutenção preventiva e dos custos associados às impressoras que funcionam a tinta.
Topo da página

Entre em contato

Venda de equipamentos:
(11) 4689-7272

Atendimento ao cliente:
0800 887 0465